Top
DO PIQUETE AO RAIO – Blog do Coronel Roberto
fade
5028
post-template-default,single,single-post,postid-5028,single-format-standard,eltd-core-1.1.2,flow-ver-1.4,,eltd-smooth-page-transitions,ajax,eltd-blog-installed,page-template-blog-standard,eltd-header-type2,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

DO PIQUETE AO RAIO

DO PIQUETE AO RAIO

Portão do Piquete em exposição no
Quartel da Rua Dr. machado

A localização do quartel ainda é a mesma: rua Dr. Machado, aos fundos da Maternidade Balbina Mestrinho. E sempre pertenceu a Polícia Militar do Estado, que estabeleceu ali algumas unidades operacionais. A primeira, como indica o título, foi o Piquete de Cavalaria. Instalado no final do século XIX, ao tempo da campanha de Canudos (1897). Na época, o terreno limitava-se com o igarapé do Mestre Chico, hoje soterrado, para ligar a mencionada rua com a rua Tefé e, assim, os bairros da Praça 14 com a Cachoeirinha.
Repito uma história bem conhecida: o fausto da borracha encerrou e Manaus quase se transformou em “porto de lenha”. Junto, definhou a Polícia Militar. Aliás, entre 1930-36, o Amazonas extinguiu a PM, por força da ditadura de Getúlio Vargas.

Apesar da miséria, a PM conservou o Piquete, mesmo sem cavalaria. E, mesmo depois da construção da maternidade, era uma referência no bairro. Igualmente se sabe que com a implantação do Governo Militar, a partir de 1964, novos investimentos foram realizados, especialmente na área militar.

O Piquete então começou a ganhar vida, quando lá foi implantada a alfaiataria da PM. Isso mesmo, este serviço fardava todo pessoal. Em 1965 veio outro alento, novo impulso com a fundação do Centro de Instrução Militar (CIM), destinado a preparar o soldado para o serviço policial. Foi o embrião do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap).
O CIM cresceu em importância, tanta que o Governador Danilo Areosa ali compareceu para inaugurar um curso de sargento. Até que, em 1972, foi criada a Companhia de Rádio Patrulha, na Rua Duque de Caxias, ao lado da maternidade.

A expansão da PM forçou a desativação do Piquete. Dele restou o centenário portão que o guardava, assentado no pátio do novo quartel.

Seis anos depois, a Rádio Patrulha é transferida do endereço anterior para o quartel construido no lugar do Piquete, este que ainda hoje a corporação utiliza. Mais um pouco, e a RP também desapareceu, e o quartel foi ocupado pelo 4.º BPM. Adiante veio o 10.º BPM e, na conjuntura, é o RAIO (Batalhão de Resposta Rápida, Intervenção e Apoio Operacional, sob o comando do major Cláudio Silva, que o guarnece.

Abaixo a relação dos comandantes de unidades mencionadas, com a respectiva data de exercício.

 Centro de Instrução Militar – CIM

1º Tenente Pedro Câmara – 22/06/1965
Major Omar Gomes da Silveira – 04/05/1966 – 31/10/1967?
Major Flávio Augusto da Silva Rebello – 03/04/1968
Tenente-coronel Júlio Cordeiro de Carvalho – 06/05/1968
Major Flávio Augusto da Silva Rebello ?
Major Laurindo Lopes de Souza – 01/04/1969
Tenente-coronel Flávio Augusto da Silva Rebello – 17/02/1970
Major Nathan Lamego de Oliveira – 20/04/1971
Capitão Fausto Seffair Ventura – 07/02/1972 – ? jun. 1972

Companhia de Polícia de Rádio Patrulha – Cia P RP

Sede: Rua Duque de Caxias
Capitão Fausto Seffair Ventura – ? junho 1972
Capitão Mael Rodrigues de Sá – 15/10/1973
Major Ruy Freire de Carvalho – 07/02/1974
Major Amilcar da Silva Ferreira – 29/01/1976

Sede: Rua Dr. Machado
Major Mael Rodrigues de Sá – 18/02/1977
Major Manoel Roberto Lima Mendonça – 01/02/1978
Major Alfredo Assante Dias – 06/03/1979
Major Romeu Pimenta de Medeiros Filho – 10/04/1980
Major Edval Correa da Fonseca – 09/09/1981
Major Jétero Silva de Menezes – 28/06/1983
Major Edmilson da Silva Nascimento – 20/02/1986
Major Manoel dos Santos Araújo – 12/05/1986
Capitão Fernando Antônio Andrade Oliveira – 04/07/1986
Major Manoel dos Santos Araújo – 18/02/1987
Major Wilde de Azevedo Bentes – 25/03/1987
                                                          Extinção da OPM – 24/03/1988

4º Batalhão de Polícia Militar – 4º BPM

Tenente-coronel Eber Bessa Rebello – 15/04/1988
Tenente-coronel Antônio Ferreira Lima – 20/01/1989
Major Célio Nogueira da Silva – 05/05/1989

Batalhão de Policiamento de Trânsito

Major Célio Nogueira da Silva – 07/12/1989
Tenente-coronel Homero Leite de Almeida – 07/12/1989
Tenente-coronel Jetero Silva de Menezes – 28/09/1990
Tenente-coronel Luís Gonzaga Rodrigues Oliveira – 16/05/1991
Tenente-coronel Paulo Roberto Vital de Menezes – 06/02/1992

Policiamento Ostensivo Geral

Tenente-coronel José Cabral Jafra – 29/04/1992
Tenente-coronel Gerly Lopes da Silva – 30/12/1993

Batalhão de Trânsito

Tenente-coronel Paulo Roberto Vital de Menezes – 09/01/1995
Tenente-coronel Fernando Antônio Andrade de Oliveira – 08/11/1995
Major Mário Jorge Reis Victor – 02/10/1996
Tenente-coronel Humberto Renato Mitouso Crispim – 07/01/1997
Tenente-coronel José Francisco Bonates Corrêa – 14/04/1997
Major Wilson Martins de Araújo – 16/06/1997
Tenente-coronel Fernando Antônio Andrade de Oliveira – 10/10/1997
Major José Maria de Oliveira Sirotheau – 30/03/1998
Major Julio César Lemos de Almeida – 06/11/1998
Tenente-coronel José Bernardo da Encarnação Neto – 09/03/1999
Major José Vicente da Costa Filho – 23/07/1999
Capitão Marcos Antônio de Melo Ferreira – 12/04/2000
Major Gilson Nascimento Nonato – 18/05/2000

A relação ainda prossegue.

Roberto Mendonça
Roberto Mendonça
Follow us on Instagram